sábado, 10 de novembro de 2012

On 07:54 by Uanderson Aquino   No comments


Titjuca: Campeã2012.


Mais uma vez, a criatividade do carnavalesco Paulo Barros, que não é segredo para ninguém, deu à Unidos da Tijuca o título de campeã do Carnaval — o terceiro no Grupo Especial. Com samba e baião, a escola levou para o Sambódromo a obra de Luiz Gonzaga, coroado, de forma inusitada e irreverente, por reis e rainhas no enredo ‘O Dia em que Toda a Realeza Desembarcou na Avenida para Coroar o Rei Luiz do Sertão’
A Azul e Amarela alcançou 299,9 pontos. O vice-campeonato ficou com o Salgueiro (299,7), seguido por Vila Isabel (299,5) e Beija-Flor (298,9) — Grande Rio e Portela completam o Sábado das Campeãs. Porto da Pedra (291,7) e Renascer de Jacarepaguá (290,2) foram rebaixadas.
Ao fim da apuração, pelo menos 10 mil pessoas seguiram para a quadra da Tijuca, na Leopoldina. A festa foi ‘regada’ com 2 mil caixas de cerveja e refrigerante. Paulo Barros foi ovacionado ao chegar à quadra, no início da noite, e chegou a chorar. “Fui questionado por que eu não gosto de fazer temas tipicamente brasileiros, mas independente de não ser um tema autoral, tenho que abraçar a ideia”, afirmou.
Para a coreógrafa da comissão de frente, Priscila Motta, a justiça foi feita. “Trabalhamos muito, até oito horas dia, para chegarmos ao título”, festejou. “O segredo vai durar mais 50 anos. Se alguém quiser descobrir, tudo bem. Eu vendo por milhões”, brincou o ex-ginasta romeno Joan Vemiamin, que representou a sanfona na comissão de frente.
Rosinha Gonzaga, filha de Luiz Gonzaga, não conteve as lágrimas. “Meu pai, que faria 100 anos este ano, deve estar rindo, alegre, onde estiver. Foi a primeira vez que desfilei e com um motivo muito especial”, resumiu. A rainha de bateria, Gracyanne Barbosa, também foi à festa com o marido, o cantor Belo: “Estrear numa escola e ser campeã é um privilégio”.
Nordestinos orgulhoso
A feirante Nancy de Barros Amorim, 57 anos, “só quer, só pensa em namorar”, ou melhor, desfilar... Orgulhosa com o título da Tijuca, ela, que é conterrânea de Luiz Gonzaga, sonha deixar sua barraca no Centro de Tradições Nordestinas, a Feira de São Cristóvão, sábado, e celebrar o título na Sapucaí desfilando com uma fantasia da Unidos da Tijuca. O pai de Nancy é da mesma cidade do homenageado.
“Sou pernambucana e minha família ainda é de Exu, a cidade onde nasceu o Lulu (como se refere a Gonzagão). Queria muito desfilar”, diz a pernambucana, que se viu homenageada na Avenida.
“Ver nossa história retratada para todos é muito gostoso. Meu pai faleceu contando as histórias do Gonzaga. Ele cresceu junto deles. Conheceu Lampião!”, contou, na presença da amiga Maria da Guia, 50, de Campina Grande, na Paraíba, e tão feliz quanto a pernambucana com a exaltação tijucana ao Nordeste. “Já fui a vários shows dele, que era um grande nordestino. Sábado estarei na Avenida”.
Uma viagem arretada
Na viagem arretada até a vitória, a Unidos da Tijuca foi aclamada antes mesmo de o desfile começar. Os gritos de ‘É campeã!’ explodiram na Sapucaí com a exibição da comissão de frente com a mola colorida e os foles da sanfona que ganhavam vida rebolando e se enroscando no chão.
Como diz a letra do samba, “canta, Tijuca, vem comemorar” o troféu, que poderia chegar à quadra da escola pelas mãos das dezenas de bonecos de barro que surgiram no desfile. O verso “ai, que visão deslumbrante” é tradução do segundo setor com o casal de mestre-sala e porta-bandeira vestidos de bonecos de barro, que se multiplicaram em ala inteira e no carro ‘Do barro se fez a vida’, um dos mais lindos que riscaram a pista do novo Sambódromo. Impossível não se encantar com os detalhes: a textura perfeita da fantasia que parecia de barro de verdade e os óculos redondinhos com lentes pintadas imitando os olhos das pequenas esculturas de mestre Vitalino, o mago dessa arte.
Fonte:

0 comentários:

Postar um comentário

Eu recomendo

GeraLinks - Agregador de links Agregador de Links - O melhor conteúdo da net

Recent Posts

Link-Me
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...